domingo, março 04, 2012

Resenha: Amores Imperfeitos - Claíre Gavin

Título: Amour imparfait / Amores Imperfeitos
Autora: Claíre Gavín
Editora: ?
Páginas: 289
Avaliação: 3/5
Ser sozinho é uma coisa muito relativa, como dizem você pode estar entre um milhão de pessoas e se sentir sozinho ou então estar só em uma floresta e se sentir aconchegada, bem, eu sou sozinha por natureza, mas nunca me senti assim. Meu nome é Dominick Lowe, mas todos me chamam só de Nick, eu sou órfã... Morei minha vida toda no Orfanato Path of Love no estremo sul da Filadélfia, um lugar maravilhoso, com muitos animais e uma mini floresta em volta, tenho 16 anos e sai de lá poucas vezes em minha vida. Fui adotada uma vez, quando tinha um ano e meio. Passei quase quatro anos com a família Willians, foi onde conheci Colin, meu irmãozinho autista, ele nasceu seis meses depois que a família me adotou, os pais queriam uma irmãzinha para ele. Mas voltamos para o orfanato quando Colin tinha pouco mais de três anos, pois seu pai teve um surto psicótico causado por drogas e matou a mulher e a si mesmo com uma faca de cozinha. Escapamos por pouco...


Nick aos 16 anos é uma excelente pianista e ganha a oportunidade  de ir estudar em uma escola particular para "riquinhos esnobes" ela já chega lá sendo conhecida por orfã e ela mal entrou na escola e já entrou para lista negra de Tiffany Schnyder, uma pianista que ate então tinha ganhado todos prêmios e tinha um namorado galinha, o Dimy,  que já estava trocando-a pela Nick.
"O tempo foi passando por mim e como sempre eu fechei minhas magoas em uma caixinha bem escondida em meu coração, vivendo normalmente, sorrindo sempre e procurando fazer as pessoas a minha volta felizes."
O Livro gira basicamente em torno dos desencontros de Nick e Dimy, em como a Tiffany é uma cobra e como eles formam o casal perfeito e blablabla.


Certo porque dei 3? apesar de eu ter gostado não gostei da personalidade da Nick, ela é do tipo que se acha superior, ela é boa em praticamente tudo e todos morrem de amores por ela.
Mas o Dimy me fez ler o livro até o final sz

"Ele abriu seus lábios como se fosse dizer alguma coisa, o que chamou minha atenção para sua boca, mas eu não deveria ter olhado para ela, pois senti uma vontade incrível de descobrir que gosto ela tinha. Senti minhas bochechas corarem furiosamente, não de leve, agora parecia que meu rosto estava em chamas. E foi ai que ele sorriu novamente par mim, me levando a olhar seus olhos, envergonhada."

"Eu não quero perder você, não quero que você fique com outra pessoa, não quero que outra pessoa diga coisas que eu quero dizer."
Postado por Bianca Cardoso às domingo, março 04, 2012

0 comentários:

Postar um comentário