sábado, julho 06, 2013

Filme Now is Good


 Um tempo atrás um amigo meu tinha comentado comigo que ia estreiar um filme com a Kaya Scodelario(Effy/Skins) e com a Dakota Fanning, que o filme seria muito bom e que ele estava muito ansioso,    depois dele encher muito meu saco eu resolvi assistir, mas oque eu não esperava era que now is good fosse baseado no livro Antes de Morrer, que já ate fiz resenha pro blog, tava assistindo o filme e comentando com ele "já li um livro muito parecido com esse filme" e iam passando as cenas e ficava cada vez mais parecido com o livro, até um momento que deixei de ser retardada e decide aceitar que era baseado no livro, eu amei o filme, muuito parecido com o livro.



Postado por Bianca Cardoso às sábado, julho 06, 2013 0 comentários
sábado, julho 06, 2013

Filme Now is Good

 Um tempo atrás um amigo meu tinha comentado comigo que ia estreiar um filme com a Kaya Scodelario(Effy/Skins) e com a Dakota Fanning, qu...
Postado por Bianca Cardoso às sábado, julho 06, 2013 0 comentários
quinta-feira, março 28, 2013

The Voice


Então né, o jogo que eu sou viciada está offline então tive que sair da minha bolha e ir procurar alguma coisa para fazer, com a estreia da nova temporada do The Voice americano, eu fiquei com aquela vontade de rever as outras temporadas e separei para vocês alguns nomes que realmente valem apena relembrar.



Dia Frampton 
Team Blake Shelton 
Primeira Temporada



RaeLynn 
Team Blake Shelton
Segunda Temporada



Juliet Simms 
Team Cee Lo
 Segunda Temporada


Lindsey Pavao 
Team Christina Aguilera
Segunda Temporada


Tonny Luca 
Team Adam Levine
 Segunda Temporada


Mackenzie Bourg 
Team Cee Lo
 Terceira Temporada


Melanie Martinez's 
Team Adam Levine
 Terceira Temporada

Dez Duron 
Tem Christina Aguilera
 Terceira Temporada

Amanda Brown 
Team Cee Lo/Adam Levine
 Terceira Temporada


Cassade Pope
Team Blake Shelton
Terceira Temporada


B.







Postado por Bianca Cardoso às quinta-feira, março 28, 2013 0 comentários
quinta-feira, março 28, 2013

The Voice

Então né, o jogo que eu sou viciada está offline então tive que sair da minha bolha e ir procurar alguma coisa para fazer, com a estreia ...
Postado por Bianca Cardoso às quinta-feira, março 28, 2013 0 comentários
quinta-feira, março 07, 2013

08 de Março.


Amanhã é o dia das mulheres e estou a algum tempo já tentando escrever esse texto e é muito difícil fazer um texto sobre o dia das mulheres, porque somos complicadas, e no fundo não nos entendemos muito bem, só posso ter base em mim, daí as chances do texto ser uma porcaria são muito altas.
Os homens não são os únicos que não conseguem nos decifrar, nós mesmas temos dificuldades em entender umas as outras. Foda isso! Mas aí é que tá a parte boa de ser mulher, aí é que tá o motivo de termos um dia só nosso, somos tão incógnitas, tão cheias de mistérios, segredos, sonhos, esperanças, amores que merecemos acho que até um mês dedicado as mulheres. Fazemos, passamos, somos, queremos tanta coisa que não dá pra numerar ou citar nada. Não vou me esticar muito por aqui, só quero mesmo é lembrar que NÃO IMPORTA como você seja, quem você seja ou de quem você seja, você é a coisa mais perfeita já criada na face da terra! Não deixe ninguém dizer que não és o que tu queres ser, não deixa ninguém te por pra baixo, não se deixa levar pro qualquer coisa negativa que aconteça. Mulher, você é exageradamente foda! E seu dia é todo dia.

Por: Malu Almeida.
Postado por Bianca Cardoso às quinta-feira, março 07, 2013 0 comentários
quinta-feira, março 07, 2013

08 de Março.

Amanhã é o dia das mulheres e estou a algum tempo já tentando escrever esse texto e é muito difícil fazer um texto sobre o dia das mulh...
Postado por Bianca Cardoso às quinta-feira, março 07, 2013 0 comentários
sábado, março 02, 2013

Delírio, Lauren Oliver.

Todos nós de certa forma sofremos com o amor, amor não correspondido, amor de amigos, família e de certa forma sempre pensamos que seria ótimo uma cura.

 E Delírio é um livro distópico onde o amor é tratado como uma doença, chamado de  amor deliria nervosa, quando você começa a ler você realmente acredita que ele seja uma doença e que o governo está certo em lhe dar a cura aos 18 anos, o livro já começa falando que a doença mais perigosa é aquela que nos fazem pensar que estamos bem, todo começo de capítulo tem um trecho do Shhh (Suma de hábitos, higiene e harmonia) e Lauren Oliver escreve de uma maneira apaixonante.

"Afeta nossa mente, impedindo-nos de pensar com clareza ou tomar decisões racionais sobre o nosso próprio bem estar.( este é o sintoma número de número 12, listados na seção "Amor deliria nervosa" da décima segunda edição da Suma de hábitos, higiene e harmonia, ou shh, como a chamamo). Naquela época, as pessoas identificaram outras doenças, como estresse, problemas cardíacos, ansiedade, depressão, hipertensão, insônia, transtorno bipolar, sem perceber que eram, na verdade, apenas sintomas que, na maioria os casos, resultava do amor deliria nervosa."
 O Governo proíbe que meninos e meninas conversem, que eles tenham certo contato, se isso acontecer eles podem ate fazer a cirurgia antes dos 18 anos, mesmo tendo efeitos colaterais, tudo para que eles fiquem livres da doença e Lena espera ansiosamente o dia da sua cirurgia, o dia que ela não vai mas se preocupar se tem em seu sangue uma doença e acima de tudo ela não quer acabar que nem sua mãe, tão doente por amor que mesmo depois de varias tentativas falhas de cura, continuou doente e se suicidou.
Mas sua amiga Hanna tem uma ideia diferente, ela não concorda com a cura e elas vive discutindo com Lena sobre isso.

De certa forma você pensa, ela vai ter essas idéias ate encontrar alguém se apaixonar e fim viver feliz para sempre resistindo as regras do governo... E Puff, acontece quase isso, ela encontra um garoto e se apaixona por ele e todas aquelas idéias que o governo colocou na cabeça dela vão desaparecendo, algo que ela tinha tanta certeza se transforma numa dúvida cruel, ela percebe que o mundo sem amor é falso, triste e sem sentido.

Boatos dizem que Delírio vai virar uma série de televisão, o piloto já foi encomendado e Emma Roberts foi escolhida para ser a Lena, então só temos que esperar para ver no que isso vai dar.

E a série ainda conta com mais dois livros, ainda não lançados no Brasil, mas o segundo já tem sua capa e previsão para ser lançado esse mês.

 
Postado por Bianca Cardoso às sábado, março 02, 2013 1 comentários
sábado, março 02, 2013

Delírio, Lauren Oliver.

Todos nós de certa forma sofremos com o amor, amor não correspondido, amor de amigos, família e de certa forma sempre pensamos que seria ó...
Postado por Bianca Cardoso às sábado, março 02, 2013 1 comentários

Conheça mais sobre o curta-metragem "Paperman".

Paperman é um curta-metragem produzido pela Walt Disney Animation Studios. Teve sua estreia em 2 de novembro de 2012, anexado as exibições de Wreck-It Ralph. Ele mistura animação tradicional e animação por computador em uma nova técnica chamada Meander e utiliza um estilo minimalista em preto e branco.
O curta foi dirigido por Jonh Kahrs e produzido por Kristina Reed e Jonh Lasseter


O curta dispensa até comentários, é muito bem desenhado, os movimentos são leves e a história mesmo sem possuir uma palavra é fácil de entender e muito linda.
Se resume em como um rapaz solitário da cidade de NY se encanta com uma linda moça na ida para o trabalho de manhã. Ele nota que ela está no outro lado da rua quando está no trabalho e tenta chamar a sua atenção com muita criatividade e uma pilha de papéis. Ele passa o filme inteiro tentando falar com ela e quando ele desiste o destino da um jeitinho de por eles dois juntos no mesmo local em que se viram de manhã.
É muito fofo, romântico e inocente na medida certa. Vale MUITO a pena ver!

Saca só o trailer, é de se apaixonar a primeira vista!






Por: Malu Almeida.
Postado por Bianca Cardoso às sábado, março 02, 2013 0 comentários

Conheça mais sobre o curta-metragem "Paperman".

Paperman é um curta-metragem produzido pela Walt Disney Animation Studios. Teve sua estreia em 2 de novembro de 2012, anexado as exibiçõe...
Postado por Bianca Cardoso às sábado, março 02, 2013 0 comentários
terça-feira, fevereiro 26, 2013

Crônicas por Machado.

          Na minha primeira postagem no blog, eu tenho um presente para vocês: uma crônica maravilhosa de Rubem Braga que li e reli diversas vezes. Da primeira vez, ao terminar a frase inicial, eu já estava sorrindo e quanto mais eu avançava mais eu sentia que a crônica era foda e que não iria nunca me arrepender de ter lido. Meus olhos ficavam brilhando com cada palavra que estava escrita. Encontrei o livro em uma barraca onde sempre há boas opções, e não foi diferente nesse dia. Lá achei uma seleção intitulada "200 Crônicas Escolhidas - As melhores de Rubem Braga.".



Meu Ideal Seria Escrever...
Rubem Braga

Meu ideal seria escrever uma história tão engraçada que aquela moça que está doente naquela casa cinzenta quando lesse minha história no jornal risse, risse tanto que chegasse a chorar e dissesse -- "ai meu Deus, que história mais engraçada!". E então a contasse para a cozinheira e telefonasse para duas ou três amigas para contar a história; e todos a quem ela contasse rissem muito e ficassem alegremente espantados de vê-la tão alegre. Ah, que minha história fosse como um raio de sol, irresistivelmente louro, quente, vivo, em sua vida de moça reclusa, enlutada, doente. Que ela mesma ficasse admirada ouvindo o próprio riso, e depois repetisse para si própria -- "mas essa história é mesmo muito engraçada!".
Que um casal que estivesse em casa mal-humorado, o marido bastante aborrecido com a mulher, a mulher bastante irritada com o marido, que esse casal também fosse atingido pela minha história. O marido a leria e começaria a rir, o que aumentaria a irritação da mulher. Mas depois que esta, apesar de sua má vontade, tomasse conhecimento da história, ela também risse muito, e ficassem os dois rindo sem poder olhar um para o outro sem rir mais; e que um, ouvindo aquele riso do outro, se lembrasse do alegre tempo de namoro, e reencontrassem os dois a alegria perdida de estarem juntos.
Que nas cadeias, nos hospitais, em todas as salas de espera a minha história chegasse -- e tão fascinante de graça, tão irresistível, tão colorida e tão pura que todos limpassem seu coração com lágrimas de alegria; que o comissário do distrito, depois de ler minha história, mandasse soltar aqueles bêbados e também aqueles pobres mulheres colhidas na calçada e lhes dissesse -- "por favor, se comportem, que diabo! Eu não gosto de prender ninguém!" . E que assim todos tratassem melhor seus empregados, seus dependentes e seus semelhantes em alegre e espontânea homenagem à minha história.
E que ela aos poucos se espalhasse pelo mundo e fosse contada de mil maneiras, e fosse atribuída a um persa, na Nigéria, a um australiano, em Dublin, a um japonês, em Chicago -- mas que em todas as línguas ela guardasse a sua frescura, a sua pureza, o seu encanto surpreendente; e que no fundo de uma aldeia da China, um chinês muito pobre, muito sábio e muito velho dissesse: "Nunca ouvi uma história assim tão engraçada e tão boa em toda a minha vida; valeu a pena ter vivido até hoje para ouvi-la; essa história não pode ter sido inventada por nenhum homem, foi com certeza algum anjo tagarela que a contou aos ouvidos de um santo que dormia, e que ele pensou que já estivesse morto; sim, deve ser uma história do céu que se filtrou por acaso até nosso conhecimento; é divina".
E quando todos me perguntassem -- "mas de onde é que você tirou essa história?" -- eu responderia que ela não é minha, que eu a ouvi por acaso na rua, de um desconhecido que a contava a outro desconhecido, e que por sinal começara a contar assim: "Ontem ouvi um sujeito contar uma história...".


E eu esconderia completamente a humilde verdade: que eu inventei toda a minha história em um só segundo, quando pensei na tristeza daquela moça que está doente, que sempre está doente e sempre está de luto e sozinha naquela pequena casa cinzenta de meu bairro. 
                                                                                                                                          Julho de 1957
Postado por Bianca Cardoso às terça-feira, fevereiro 26, 2013 0 comentários
terça-feira, fevereiro 26, 2013

Crônicas por Machado.

          Na minha primeira postagem no blog, eu tenho um presente para vocês: uma crônica maravilhosa de Rubem Braga que li e reli diversa...
Postado por Bianca Cardoso às terça-feira, fevereiro 26, 2013 0 comentários
segunda-feira, fevereiro 25, 2013

Lista de vencedores do Oscar 2013.



Melhor Filme: Argo
Melhor Ator: Daniel Day-Lewis – Lincoln
Melhor Atriz: Jennifer Lawrence – O Lado Bom da Vida
Melhor Ator Coadjuvante: Christoph Waltz – Django Livre
Melhor Atriz Aoadjuvante: Anne Hathaway – Os Miseráveis
Melhor Diretor: Ang Lee: As Aventuras de Pi
Melhor Roteiro Original: Quentin Tarantino – Django Livre 
Melhor Roteiro Adaptado: Chris Terrio – Argo
Melhor Filme em Língua Estrangeira: Amor (Áustria)
Melhor Longa Animado: Valente
Melhor Trilha Sonora Original: Mychael Danna – As Aventuras de Pi
Melhor Canção Original: 'Skyfall'- 007 – Operação Skyfall 
Melhores Efeitos Visuais: As Aventuras de Pi
Melhor Maquiagem: Os Miseráveis
Melhor Fotografia: As Aventuras de Pi
Melhor Figurino: Anna Karenina
Melhor Direção de Arte: Lincoln
Melhor Documentário: Searching For Sugar Man
Melhor Documentário em Curta-metragem: Inocente
Melhor Montagem: Argo
Melhor Curta de ficção: Curfew
Melhor Curta Animado: Paperman
Melhor Edição de Som: 007 – Operação Skyfall / A Hora Mais Escura
Melhor Mixagem de Som: Os Miseráveis


Fonte: 7ª Arte Cinema. (https://www.facebook.com/7ArteCinema) 

Postado por Bianca Cardoso às segunda-feira, fevereiro 25, 2013 0 comentários
segunda-feira, fevereiro 25, 2013

Lista de vencedores do Oscar 2013.

Melhor Filme: Argo Melhor Ator: Daniel Day-Lewis – Lincoln Melhor Atriz: Jennifer Lawrence – O Lado Bom da Vida Melhor Ator Coadjuvante:...
Postado por Bianca Cardoso às segunda-feira, fevereiro 25, 2013 0 comentários